Diário de bordo - Malm

Fórum de discussão sobre o Mitsubishi I-MiEV e derivados.
lmlr
Proprietário Leaf
Mensagens: 2469
Registado: 11 out 2012, 12:31
Data de fabrico: 01 jan 2011
Capacidade bateria: 65,5 Ah
Localização: Coimbra

Re: Diário de bordo - Malm

Mensagem por lmlr » 06 fev 2019, 00:26

Tem sido excelente.

Avatar do Utilizador
Malm
Proprietário i-MiEV
Mensagens: 3494
Registado: 06 ago 2011, 15:38
Data de fabrico: 31 mar 2011
Localização: Tábua

Re: Diário de bordo - Malm

Mensagem por Malm » 11 jun 2019, 21:36

Está com 126.750 km neste momento. A capacidade da bateria está nos 29.9 Ah, corresponde a 62,3% da inicial. Acima do valor com que acabou 2018 (29.5 Ah), porque entretanto fez o acerto de 1,0 Ah para cima quando se aproxima o verão. Nada de entusiasmos porque fará, muito provavelmente, o reajuste para baixo quando as temperaturas começarem a descer, lá para outubro.

Nenhuma célula (das 88) durante estes 8 anos e 3 meses precisou de ser substituída. Cada célula sua degradação, mas não a suficiente para colocar em causa um carregamento completo de um carro que terá uma bateria com uma capacidade a rondar os 10 kWh. Dá para 70-80 km andando a 70 km/h estáveis, mais que isso é arriscar seriamente ficar parado.
Entre um pack ainda mais fresco e um habitáculo tórrido, a escolha que faço é abrir as janelas.

Orlando
Proprietário Leaf
Mensagens: 5732
Registado: 06 jan 2011, 00:22
Data de fabrico: 0-12-2014
Capacidade bateria: 58ah

Re: Diário de bordo - Malm

Mensagem por Orlando » 11 jun 2019, 22:35

E como fazes qdo decides fazer uma viagem mais longa?
MP 5400w+AC3000w
Leaf 24kwh, 30kwh, 40kwh
Ion
Vectrix Li+nimh

Avatar do Utilizador
MRider
Proprietário Leaf
Mensagens: 1066
Registado: 07 fev 2014, 00:20
Capacidade bateria: 40 Ah

Re: Diário de bordo - Malm

Mensagem por MRider » 11 jun 2019, 22:54

Malm Escreveu:
01 fev 2019, 14:17
Atualizando a informação relativamente ao meu carro, está agora nos 29.4 Ah, 61% da capacidade inicial. O facto mais relevante desta nova fase da minha experiência com o carro é o aparecimento da tartaruga, mesmo a SoC elevados, quando acelero a fundo para andar a velocidades mais altas, acima dos 100 km/h, sobretudo a subir. Mal desacelero a tartaruga desaparece e, dependendo do SoC, pode fazer ainda muitos quilómetros (com SoC de 70% faz 40 km sem grandes cuidados). De resto, nada a assinalar.
Esse fenómeno acontece aqui na Madeira se fizermos subidas muitos inclinadas durante alguns km.

Não equaciona trocar as células e usar essas para armazenamento de energia.

Avatar do Utilizador
Malm
Proprietário i-MiEV
Mensagens: 3494
Registado: 06 ago 2011, 15:38
Data de fabrico: 31 mar 2011
Localização: Tábua

Re: Diário de bordo - Malm

Mensagem por Malm » 13 jun 2019, 08:33

Orlando Escreveu:
11 jun 2019, 22:35
E como fazes qdo decides fazer uma viagem mais longa?
Levo o carro a gasóleo, ou faço como na viagem ao Algarve, paro de 80 em 80 km para carregar. Com o começo do pagamento dos carregamentos, já é pouco interessante, no meu caso, fazer viagens longas de carro elétrico.
Entre um pack ainda mais fresco e um habitáculo tórrido, a escolha que faço é abrir as janelas.

Avatar do Utilizador
Malm
Proprietário i-MiEV
Mensagens: 3494
Registado: 06 ago 2011, 15:38
Data de fabrico: 31 mar 2011
Localização: Tábua

Re: Diário de bordo - Malm

Mensagem por Malm » 13 jun 2019, 08:40

Não equaciono a troca da bateria, porque para as distâncias que faço usualmente a capacidade atual é mais que suficiente, para além de querer ficar a saber até que capacidade a bateria permite usar o carro sem ficar parado nas subidas mais inclinadas. Mas se me aparecer uma bateria em boas condições (acima dos 40 Ah) a um preço interessante seria estupidez não aproveitar.
Entre um pack ainda mais fresco e um habitáculo tórrido, a escolha que faço é abrir as janelas.

renateves
Mensagens: 312
Registado: 05 mar 2014, 10:17
Data de fabrico: 01 jan 2011
Capacidade bateria: 37Ah
Localização: Veneza de Portugal

Re: Diário de bordo - Malm

Mensagem por renateves » 13 jun 2019, 10:48

Uma pergunta ao teu grandioso conhecimento... os clones com a química LEV50 aceitam uma bateria com a atual química de baterias (lev50n)? Ou seja, a troca de packs é exequível sem qualquer alteração de hardware no carro? :think:

Avatar do Utilizador
Malm
Proprietário i-MiEV
Mensagens: 3494
Registado: 06 ago 2011, 15:38
Data de fabrico: 31 mar 2011
Localização: Tábua

Re: Diário de bordo - Malm

Mensagem por Malm » 13 jun 2019, 11:58

Estou convencido que sim. Pode dar dados menos precisos no início, no que se refere à capacidade e ao SoC que vai tendo, mas com o tempo ele ajusta. Que eu saiba o modelo com as LEV50N não teve qualquer alteração a nível de outros componentes.
Entre um pack ainda mais fresco e um habitáculo tórrido, a escolha que faço é abrir as janelas.

Avatar do Utilizador
Malm
Proprietário i-MiEV
Mensagens: 3494
Registado: 06 ago 2011, 15:38
Data de fabrico: 31 mar 2011
Localização: Tábua

Re: Diário de bordo - Malm

Mensagem por Malm » 19 jul 2019, 07:52

Infelizmente, não sei prever como evolui o comportamento do carro com o aumento da degradação da bateria. Por isso, de tempos em tempos, acontecem coisas que me surpreendem, como ter tartaruga com mais de 60% de SoC só porque o coloco a 130 km/h numa subida mais inclinada. Acontece que poderemos ter novidades, talvez mais um sinal do avançar da degradação que me vai obrigar a nova adaptação à forma como o conduzo. Mas vou ter primeiro que fazer leituras com o Canion em andamento para ver o que realmente está a acontecer. Desconfio que neste momento, com indicação de 30% de SoC, pode começar a ter dificuldades em fazer subidas mais longas com inclinação significativa. Talvez as voltagens caíam agora muito mais rápido quando é exigida mais energia à bateria com SoC da ordem dos 30%.
Entre um pack ainda mais fresco e um habitáculo tórrido, a escolha que faço é abrir as janelas.

Avatar do Utilizador
Malm
Proprietário i-MiEV
Mensagens: 3494
Registado: 06 ago 2011, 15:38
Data de fabrico: 31 mar 2011
Localização: Tábua

Re: Diário de bordo - Malm

Mensagem por Malm » 20 jul 2019, 08:12

Ontem acompanhei com o Canion a descarga e parece-me que o carro está novamente a sobrestimar a capacidade, afinal os 30% relatados na última publicação estavam mal calculados pelo carro, deviam ser apenas uns 15%. O carro está a precisar de fazer uma ajuste em relação à capacidade que julga ter, neste caso para baixo, sob pena de me dar informações bastante incorretas sobre a autonomia restante, como já tinha acontecido em 2013 ou 2014.
Entre um pack ainda mais fresco e um habitáculo tórrido, a escolha que faço é abrir as janelas.

Responder

Voltar para “Mitsubishi I-MiEV, Citroen C0 e Peugeot Ion”