DB do Tatá

Fórum de discussão sobre o Mitsubishi I-MiEV e derivados.

Re: DB do Tatá

Mensagempor pancello » 01 ago 2017, 11:16

Obrigado Malm, acho que percebi. O meu medo não é que as células se mantenham acima dos 40°C todos os dias inclusive à noite, mas sim durante as viagens. Por exemplo numa viagem Porto-Lisboa no pico do Verão, em que tenha de usar vários PCRs, com a refrigeração deficiente a parar aos 50% de SoC e sem poder utilizar o AC virado para o pack... Imagino que a temperatura suba que nem doida. À chegada acho que conseguirei sempre ligar a chaufagem, ou carregar um bocado e usar o AC no pack, ou deixar ao relento e carregar de manhã, etc.

A minha pergunta referia-se à hipótese de isto acontecer várias vezes por ano, ou seja células BEM quentes nas viagens, mas conseguindo que voltem a uma temperatura aceitável durante a noite. Acreditas que isto implicaria uma degradação acima do normal?

Muito obrigado pelos teus sábios conselhos!
pancello
 
Mensagens: 104
Registado: 04 nov 2016, 16:02
Data de fabrico: 01 jan 2011

Re: DB do Tatá

Mensagempor rnlcarlov » 03 ago 2017, 16:03

Falado por experiencia do verão passado, onde o meu AC se avariou em Coimbra, ter o AC para o pack ajuda muito mesmo não tendo AC bom para as cargas. As temperaturas subiam bem durante a carga rápida, mas depois durante o caminho baixavam bastante. Quanto mais quentes ficam no fim da carga, também mais rapidamente arrefecem depois com AC para cima.

Logo desde que se tenha feito o truque do AC, a situação é gerível.
Avatar do Utilizador
rnlcarlov
 
Mensagens: 1243
Registado: 16 jun 2015, 18:08
Localização: Lisboa
Data de fabrico: 04 mai 2011
Capacidade bateria: 40.3 Ah

Re: DB do Tatá

Mensagempor pancello » 03 ago 2017, 16:16

Claro, e é assim que tenho conseguido manter as minhas abaixo dos 30°C, mas numa viagem longa em que precises constantemente da autonomia toda não consegues dispensar 10/20km para refrigerar baterias. Ainda que talvez sobrem sempre alguns km à chegada ao destino. Pelo menos assim penso eu, se calhar posso estar enganado, é a primeira vez que vou fazer uma viagem assim.

Outra hipótese é "dedicar" 40/50min para cada PCR em vez de 30min, e aproveitar esses poucos km que restarão a refrigerar o pack antes de carregar...
pancello
 
Mensagens: 104
Registado: 04 nov 2016, 16:02
Data de fabrico: 01 jan 2011

Re: DB do Tatá

Mensagempor rnlcarlov » 06 ago 2017, 21:43

Se estás a falar em ir ao Algarve desde St.ª Maria da Feira, penso que o único sítio em que te tens de preocupar com a autonomia total é Aljustrel-Algarve. Aí é que é necessário estar 50 min no PCR a encher até 90% e depois abalar para baixo a velocidades muito moderadas e evitar gastos como AC. Mas devido à velocidade mais reduzida desse troço, até pode ser que arrefeça um pouco.

Ao longo do resto do eixo litoral é sempre possível dispensar A/C para ir refrigerando as baterias. Podes ver no meu DB exemplos recentes de ir tanto ao PCR mais a norte (Valença), como ao mais a sul (Loulé). Quase todos os troços podem ser feitos a velocidades muito aceitáveis com A/C ligado.
Avatar do Utilizador
rnlcarlov
 
Mensagens: 1243
Registado: 16 jun 2015, 18:08
Localização: Lisboa
Data de fabrico: 04 mai 2011
Capacidade bateria: 40.3 Ah

Re: DB do Tatá

Mensagempor pancello » 06 ago 2017, 23:33

Obrigado rnlcarlov, a viagem é na verdade mais para Norte, para o Gerês, contando ir com o AC a bombar até Viana do Castelo. Daí para a frente é que vou ter de ir com mais cuidado...

Porém cheguei a ver a hipótese de vir para o Algarve de VE, e havia ali um troço na A1 que me preocupava também, salvo erro eram 88km... Não tenho a certeza. Há também aquele posto que só funciona num sentido, como fazes nesse caso? Sais mais à frente e voltas para trás?

Obrigado por toda a ajuda e pelo teu excelente DB :)
pancello
 
Mensagens: 104
Registado: 04 nov 2016, 16:02
Data de fabrico: 01 jan 2011

Re: DB do Tatá

Mensagempor rnlcarlov » 07 ago 2017, 11:01

pancello Escreveu:Obrigado rnlcarlov, a viagem é na verdade mais para Norte, para o Gerês, contando ir com o AC a bombar até Viana do Castelo. Daí para a frente é que vou ter de ir com mais cuidado...

Porém cheguei a ver a hipótese de vir para o Algarve de VE, e havia ali um troço na A1 que me preocupava também, salvo erro eram 88km... Não tenho a certeza. Há também aquele posto que só funciona num sentido, como fazes nesse caso? Sais mais à frente e voltas para trás?

Obrigado por toda a ajuda e pelo teu excelente DB :)


Ah, ok. Gerês exige mais cuidado de facto. Mas como as velocidades também vão ser menores, o aquecimento durante o percurso também. Se não tiver muito calor a chaufagem ajuda se o pack ficar muito quentinho depois da carga rápida.

Quanto à A1, deves estar a falar de Antuã-Pombal. Por acaso não cheguei a testar esse percurso no ENVE, pois no regresso tive de fazer um desvio por Aveiro. Mas penso que é capaz de ser fazer bem indo a coisa de 80km/h. Sempre se tem Coimbra como plano de emergência.
Avatar do Utilizador
rnlcarlov
 
Mensagens: 1243
Registado: 16 jun 2015, 18:08
Localização: Lisboa
Data de fabrico: 04 mai 2011
Capacidade bateria: 40.3 Ah

Re: DB do Tatá

Mensagempor pancello » 07 ago 2017, 11:03

Sim, tudo dependerá também da temperatura ambiente. Algures em meados desta semana começará a aventura, logo vos contarei como correu!
pancello
 
Mensagens: 104
Registado: 04 nov 2016, 16:02
Data de fabrico: 01 jan 2011

Anterior

Voltar para Mitsubishi I-MiEV, Citroen C0 e Peugeot Ion

Quem está ligado:

Utilizadores a ver este Fórum: Nenhum utilizador registado e 4 visitantes