Diário de bordo do Hyôiô

Fórum de discussão dos VE e híbridos plug-in da Hyundai
Avatar do Utilizador
rnlcarlov
Mensagens: 1643
Registado: 16 jun 2015, 18:08
Data de fabrico: 04 mai 2011
Capacidade bateria: 41.1 Ah
Localização: Lisboa

Re: Diário de bordo do Hyôiô

Mensagem por rnlcarlov » 19 jun 2019, 17:28

Na semana passada fiz a maior viagem com o Hyôiô até agora. Fui até ao ponto mais a sul da Europa, Tarifa.
Telefonei para Aracena e o PCR deles ainda não estava funcional, pelo que vim pela rota do Algarve a 120km/h, com carregamento em Aljustrel (até 84% SOC) e no PCR de Loulé cidade. Quando cheguei à via do infante verifiquei que este estava livre (caso contrário ia para o PCR da AE), mas quando cheguei estava lá um ZOE. Felizmente este é daqueles que dá para AC e DC simultâneo, logo não houve stress. Também só carreguei até 84%, pois ainda ia parar para almoçar no IKEA, onde ficou a carregar a 7kw. Depois da última vez que lá fui ter dado barraca, estava desconfiado, mas correu bem.
Saí com 100% rumo a Sevilha, com CC a 100km/h. Como perdia uma hora ao chegar a Espanha, optei uns dias antes por pernoitar em Sevilha. Fiquei num hotel uns km a norte da cidade, que tinha dois PCRs com três mangueiras à porta (ainda desligados), mas também não foram capazes de fornecer uma tomadita (má vontade, sobretudo). Mas como o plano original era usar o PCR de Sevilha, não me ralei muito.

No dia seguinte cheguei ao PCR com uns 6%, e após um primeiro susto com a aplicação IBIL recusar o meu cartão de crédito, voltei a tentar e deu. Foram cerca de 13€ por 25kWh. Dali até ao nosso hotel perto de Tarifa eram 214km, mas em vez de ir directo fiz um desvio para ir visitar Arcos de la Frontera, onde carreguei a 7kW numa empresa de energias renováveis que tinha contactado previamente. Foram muito simpáticos, estive a conversar um pouco com eles e depois fui almoçar e ver o centro.

Saí de Arcos com 96% e na ideia de tentar usar um caminho com mais paisagem, acabei por me meter numas estradas de montanha que eram só curvas e nunca mais se chegava a lado nenhum. Quanto regressei à autovia foi um alívio. No hotel carregámos na garagem numa tomada Schuko (que até fizeram o favor de não cobrar o estacionamento, apesar de constar no preçário). Nos dois dias seguintes andámos a explorar a zona, tendo feito cerca de 100km cada dia.

No regresso, aproveitando ganhar uma hora a chegar a Portugal, a viagem foi directa. Sai carregadinho num dia quase sem vento e na autovia vim com CC a 100km/h entre Sevilha e Jerez de la Frontera, e depois acelerei para os 120km/h. No total o consumo médio foi de 13.1kWh/100km, que deu bem para fazer os 214km. No PCR de Sevilha estava um Jaguar I-Pace e quando o vi roguei imprecações internas, tendo na memória o que já foi relatado por outro membro bem recentemente. Felizmente para mim, quem ia no carro não percebia quase nada de VEs (era um jornalista em testes com o carro) e nem sequer sabia como por o carro a carregar naquele PCR, pois nem sabia que aplicação usar. Verdade seja dita, é incompreensível como não há uma única referência a IBIL no posto ou em redor. :(
Deixou-me carregar primeiro, mostrei-lhe como era a app e como se usava (recusou-me o cartão outra vez na 1ª tentativa) e fiquei a carregar enquanto ele foi tomar o pequeno-almoço, registar-se na aplicação e adicionar cartões. Saí de Sevilha com 93% e fui a 100km/h rumo a Portugal. Pouco depois de entrar na autovia, reparei que a navegação do carro indicava um aviso de engarrafamento na autovia uns kms antes de Huelva. Não liguei, pois eu nunca tinha ligado o carro à internet e ele não teria maneira de saber qual o estado do trânsito.
Só que pelos vistos subestimei o carro, pois estava mesmo certo. Houve acidente e uma fila enorme na qual estive mais de 40 minutos. O carro deve ter-se ligado a alguma wifi gratuita em Sevilha e nesse curto espaço de tempo ter recebido informação de trânsito. Depois desta demora, subi a velocidade para os 105km/h, mas voltei a baixá-la uns kms antes de Loulé pois a via do Infante não é amiga dos consumos sobretudo quando se vem de Espanha (mais baixo). Almocei novamente no IKEA de Loulé enquanto meti 20% na bateria e depois carreguei até 84% no PCR, que partilhei com um Niro plug-in ligado na Mennekes (sorte a dele este PCR não ter tarifa OPC :lol: )
Em Aljustrel carreguei até os 93% e no troço final vim inicialmente a 115km/h à cautela, já que da última vez que fiz este percurso tinha-me saído mal indo sempre a 120km/h. Mas como desta vez não tinha o vento contra, percebi ao fim de um bocado que podia ir a 120 sem problemas, a assim fiz. Á chegada a Lisboa, o carro contabilizava 661km feitos nesse dia, com um consumo médio de 13.3 kWh/100.

Avatar do Utilizador
migle
Mensagens: 2174
Registado: 01 set 2017, 00:21
Data de fabrico: 25 set 2017
Capacidade bateria: 78Ah
Localização: Alcochete

Re: Diário de bordo do Hyôiô

Mensagem por migle » 19 jun 2019, 20:28

Fixe. Também há o zoo de Jerez de la Frontera onde se pode ver um casal de linces ibéricos. Fui quando a minha mais velha era pequenina e fiquei com uma foto de quando ela deu de cara com o lince. Tem vários animais raros, provavelmente trocas com outros zoos, tem um panda vermelho e outros que não me lembro. Tinha um lobo ibérico que demorámos muito tempo a detectar. Tinha um lince americano (bobcat). Uma secção de aves de rapina bem fornecida de aves ibéricas, a águia real e a enorme águia imperial ibérica.
Estava ainda em adaptação à nova localização...

Em relação ao tráfego em tempo real, talvez apanhe em Espanha informação de TMC pela rádio. Parece-me que não se vai ligar a uma rede Wi-Fi sem a gente pedir, mesmo que esteja aberta.
Ioniq EV Imagem — Prius+ Imagem

Avatar do Utilizador
rnlcarlov
Mensagens: 1643
Registado: 16 jun 2015, 18:08
Data de fabrico: 04 mai 2011
Capacidade bateria: 41.1 Ah
Localização: Lisboa

Re: Diário de bordo do Hyôiô

Mensagem por rnlcarlov » 30 jun 2019, 15:55

Há umas noites arranhei o carro desde a frente até atrás ao raspar num carro que estava estacionado com a traseira muito saída para a a estrada, e não me apercebi que estava em rota de colisão até ouvir o barulho. Felizmente foi praticamente só tinta raspada, e como ainda tinha a tinta de retoque que tinha comprado quando me rasparam a traseira do carro, disfarçou-se tudo muito bem, apesar da extensão dos riscos.

Avatar do Utilizador
rnlcarlov
Mensagens: 1643
Registado: 16 jun 2015, 18:08
Data de fabrico: 04 mai 2011
Capacidade bateria: 41.1 Ah
Localização: Lisboa

Re: Diário de bordo do Hyôiô

Mensagem por rnlcarlov » 08 jul 2019, 15:56

Este fim de semana fui fazer a visita anual a Braga. A ideia era fazer apenas uma paragem para carregar durante o caminho, tal como fiz anteriormente, apontado para uma velocidade 100km/h em autoestrada. Mas por motivos técnicos ao fim de alguns kms tive de meter o cruise control a 125km/h e fazer uma paragem em Santarém. Aproveitei a paragem para meter um bocadinho de carga, até para compensar pela maior velocidade (cheguei com 63% e saí com 80%). O trajecto até Coimbra foi feito na mesma velocidade, já que tinha carga de sobra e cheguei com 25%, logo mesmo sem a carga teria dado para chegar.
Mas ainda bem que o fiz, pois o PCR de Coimbra estava com problemas na carga DC. Como precisava de almoçar, deixei o carro a carregar em AC durante uma hora e uns minutos enquanto enchia o bucho (ainda bem que o OPC cobra ao kWh).

Saí de Coimbra com 50% e defini ir directamente a Antuã, com CC a 120km/h. Cheguei lá sem problemas e carreguei até 80%, que era mais que suficiente para ir até Guimarães, onde ia ficar alojado.
Infelizmente, como tive de mudar a reserva muita em cima da hora, já não consegui reservar num hotel perto do centro (e dos mobie), pelo que carregar exigia um pouco mais de planeamento. Enquanto ia passear a Guimarães pensei deixar o carro a carregar no posto ao pé da universidade (que na miio marcava livre). Infelizmente nos minutos entre ver a app e chegar já tinha sido ocupado. :evil: Só depois mais à hora de jantar é que mudei o carro para o posto à entrada do centro histórico e aí carregou um bocado. Mas também não era preciso muito pois no dia seguinte em Braga carregou tudo num pcn enquanto estive com a familia. Á noite ainda dei umas voltas e fui ver um pouco da noite branca de Guimarães, deixando o carro carregar até aos 95% num pcn.

No Domingo abalei para carregar na Figueira da Foz (já que Coimbra estava fora de questão), com CC às vezes a 110 e outras vezes a 120.
Ao fim destes 183km cheguei com 6% e pus a carregar no PCR sem problema e arranjei local para almoçar mesmo em frente, do outro lado da rua. Mas ao fim de um bocado estranhei não receber nenhuma notificação de fim de carga, e constatei que tinha havido mais um black-out da rede mobie e todos os PCRs estavam sem comunicação. Felizmente isso não interrompe a carga, agora se tivesse chegado uns 15min mais tarde :roll:
Da Figueira da Foz a Lisboa vim sempre a 100 na AE (194km) e cheguei a casa ao primeiro aviso de bateria fraca (13%).
Mais uma vez este carro mostra que com 28kWh se faz muito :D

Avatar do Utilizador
migle
Mensagens: 2174
Registado: 01 set 2017, 00:21
Data de fabrico: 25 set 2017
Capacidade bateria: 78Ah
Localização: Alcochete

Re: Diário de bordo do Hyôiô

Mensagem por migle » 09 jul 2019, 10:37

rnlcarlov Escreveu:
08 jul 2019, 15:56
Mais uma vez este carro mostra que com 28kWh se faz muito :D
E com uma rede fiável... :(
Ah! Saudades de França... Andar sem planear onde vou parar...
Ioniq EV Imagem — Prius+ Imagem

Avatar do Utilizador
frankesousa
Mensagens: 366
Registado: 17 abr 2018, 00:11
Data de fabrico: 20 fev 2016
Capacidade bateria: 70,40 Ah 12 barras

Re: Diário de bordo do Hyôiô

Mensagem por frankesousa » 09 jul 2019, 12:19

migle Escreveu:
09 jul 2019, 10:37
rnlcarlov Escreveu:
08 jul 2019, 15:56
Mais uma vez este carro mostra que com 28kWh se faz muito :D
E com uma rede fiável... :(
Ah! Saudades de França... Andar sem planear onde vou parar...
Só com tesla mesmo! Andar sem ter de planear não é possível tendo de depender de redes manhosas. Temos sempre de saber se temos o cartão, a APP, e não sei que mais para cada operador, etc.

Em portugal só existe um "operador" mas desliga a rede quando lhe dá na telha :doh: :doh:
Leaf Acenta 30kWh de 2016
4/2018 - 37.000Km (72,98Ah - 12 Barras)
10/2018 - 47.500km (71,75Ah - 12 Barras - 90,27% SOH)
02/2019 - 60.200km (70,40Ah - 12 Barras - 88,57% SOH)
Associado UVE

Avatar do Utilizador
migle
Mensagens: 2174
Registado: 01 set 2017, 00:21
Data de fabrico: 25 set 2017
Capacidade bateria: 78Ah
Localização: Alcochete

Re: Diário de bordo do Hyôiô

Mensagem por migle » 09 jul 2019, 20:44

frankesousa Escreveu:
09 jul 2019, 12:19
Temos sempre de saber se temos o cartão, a APP, e não sei que mais para cada operador, etc.
Em França, um cartão dá para todas as redes. Dos vários que há disponíveis (ChargeMap, IZIVIA, etc, etc). E também dão para carregar na Suiça, na Bélgica, no Luxemburgo e no norte de Itália. É mais do que podemos dizer dos nossos.

As apps não são prácticas. O principal motivo que me levou a adquirir um cartão em França foi que estava a perder um bocado de tempo a usar a app.
Ioniq EV Imagem — Prius+ Imagem

Responder

Voltar para “Hyundai”