DB do António Eléctrico, Ioniq

Fórum de discussão dos VE e híbridos plug-in da Hyundai
PMESS79
Mensagens: 181
Registado: 20 mar 2018, 09:37
Data de fabrico: 06 set 2018
Localização: São João de Ver - Santa Maria da Feira

Re: DB do António Eléctrico, Ioniq

Mensagem por PMESS79 » 17 jun 2018, 08:34

Então é fácil, sou meo, estou no telemovel ligado por wi-fi e aparece isto

Não foi possível encontrar o endereço IP do servidor de ramos.link.
DNS_PROBE_FINISHED_NXDOMAIN

No trabalho em firefox e nos tudo ok.

Edit 18:48, imagens todas ok!
Última edição por PMESS79 em 17 jun 2018, 18:49, editado 1 vez no total.
Nissan leaf N-Connecta 40kWh desde 06/09/2018

Avatar do Utilizador
migle
Mensagens: 1007
Registado: 01 set 2017, 00:21
Data de fabrico: 25 set 2017
Capacidade bateria: 78Ah

Re: DB do António Eléctrico, Ioniq

Mensagem por migle » 17 jun 2018, 10:15

Ok, acho que encontrei! Uma actualização de software há coisa de um mês deixou o servidor de DNS sem acesso às chaves secretas necessárias para assinar a minha zona. Esta semana (tem de ser quando um gajo está fora, não é?) as assinaturas anteriores expiraram e o servidor não conseguiu renovar as assinaturas.

A boa notícia para os que não vêm as imagens é que os vossos servidores de DNS estão a fazer o que está correcto. EDIT: Usando chavões: isto foi problema com o DNSSEC, na realidade o primeiro que tive.

Quem não conseguia ver as imagens, não volte a tentar senão lá para as 16h-18h de hoje.
Ioniq EV Imagem — Prius+ Imagem

Avatar do Utilizador
migle
Mensagens: 1007
Registado: 01 set 2017, 00:21
Data de fabrico: 25 set 2017
Capacidade bateria: 78Ah

Re: DB do António Eléctrico, Ioniq

Mensagem por migle » 17 jun 2018, 21:28

BrunoAlves Escreveu:
17 jun 2018, 00:52
4.000km de ioniq, brutal. Parabéns :clap:
Ou de outro carro qualquer. Fora o troço Fundão-Salamanca, nunca estiquei o carro, apenas duas vezes vi o aviso de bateria fraca. Geralmente, abaixo dos 50-40% carregava. Por isso, acho que qualquer carro da geração de 30, de 2017, consegue fazer o mesmo.

Uma ideia que dou, para quem vá do sul, pelo Fundão, que tenha um carro com um pouco menos de autonomia (talvez um Kia Soul), é pernoitar em Salamanca, claro, e como o Resotel permite entradas 24/24h, jantar em Vilar Formoso ou Guarda e aí carregar uns percentinhos. Os 2-4kWh que se adquirem num jantar podem ser o suficiente para superar o trajecto.

Já há também quem pense em ir pelo Norte. Um membro aqui do fórum, não sei o nick, tem um Kia Soul EV... Depois da saída em Valença, há um stand da Kia na Corunha, depois IBIL em Gijón... Acontece que Corunha-Gijón são 280km, só com 40kWh de bateria. E mesmo o trajecto de Valença para a Corunha são 186km, mas com muitos altos e baixos.

Mas eu acho que estreei este corredor! Em Burgos disseram-me que o posto só estava a funcionar havia uma semana. :dance:

Quem quer um Tesla?
Ioniq EV Imagem — Prius+ Imagem

Avatar do Utilizador
migle
Mensagens: 1007
Registado: 01 set 2017, 00:21
Data de fabrico: 25 set 2017
Capacidade bateria: 78Ah

Re: DB do António Eléctrico, Ioniq

Mensagem por migle » 24 jun 2018, 02:51

Lá consegui então fazer algum tratamento dos dados recolhidos durante a viagem. Para começar, o percurso. Tenho de separar o percurso dos primeiros dias do percurso de regresso, porque se sobrepõem bastante.

Imagem

Então o regresso. Estão assinalados os carregamentos todos e a maior parte das dormidas.

Imagem

O perfil de altitude da viagem é simples.... depois de subir para a Guarda e para a meseta ibérica, não se passa mais nada. Entre St. Brieuc e Vannes na Bretanha há uns montezinhos que atingem os 200m.

Imagem
Ioniq EV Imagem — Prius+ Imagem

Avatar do Utilizador
migle
Mensagens: 1007
Registado: 01 set 2017, 00:21
Data de fabrico: 25 set 2017
Capacidade bateria: 78Ah

Re: DB do António Eléctrico, Ioniq

Mensagem por migle » 24 jun 2018, 03:16

A cidade mais a norte foi Granville, Manche. Granville, tal como Saint-Malo, é cidade dos corsários, e por todo o lado há alusões. É curioso um turista português ali, uma vez que nós e os espanhóis éramos as presas dos corsários. A cobertura e protecção de que eles gozavam por parte de França e Inglaterra era com o sentido de nos roubar os impérios. Então era uma guerra não declarada, como tantas hoje em dia.

Em Granville é que claramente as nossas roupas não estavam adequadas... ninguém por ali estava vestido com roupa mais aligeirada... Desde o fim da tarde de 13 até à manhã seguinte estivemos sempre com nuvens baixas e quase chuva, bastante frio, ali parece já Inglaterra. Tudo indica que o cartão do telemóvel da minha mulher, onde estavam as únicas fotos, se foi à vida... É pena, porque fotografámos um veleiro no porto. De resto, não se via nada. As ilhas Chausey vêm-se de certeza, mas não com o tempo que estava; talvez se veja também Jersey.

Quisemos ir a um bar comer uma tosta e beber cidra, e nada! Às 20h30, estava tudo, tudo fechado. Na cidade, apenas restaurantes asiáticos e McDonalds, Burguer King, etc... Perguntámos se era algum dia festivo (14 de Julho é a tomada da bastilha...)... nada, simplesmente ainda é estação baixa, está tudo fechado, isto apesar de haver luz solar até às 23h.

Tivemos algum medo do tempo que pudesse demorar o regresso, por isso marcámos o hotel em Salamanca (onde teríamos de carregar durante a noite, o único PCR que falta) para a noite de 15 para 16; e, porque estávamos de carro eléctrico e tal, decidimos marcar a noite de 14 para 15 apenas 900km antes, em ambos os casos, hotéis com recepção 24/24. Afinal, podíamos perfeitamente ter feito uns 1200km de seguida para o regresso, sobrou imenso tempo.

Para o último dia (14) de turismo sem pressa, tínhamos duas opções: podíamos continuar pela Normandia em direcção ao Pas de Calais, mas decidimos deixar isso para a próxima vez, quando formos à Holanda (já que na regiões Nord e Pas de Calais também se fala flamengo). Também podíamos ter ido a Cherburg, onde havia um LIDL onde carregar, mas não nos pareceu suficientemente atractivo.

Preferimos voltar à Bretanha onde não tínhamos ainda passado em nenhuma zona onde se usasse a língua bretã. A minha referência era Vannes, por causa do grande cantor popular Jean Le Meut (é o primeiro vídeo, apesar da imagem estranha que não é ele), de quem tenho um disco. Além disso, mesmo depois de termos percebido que ao fazer turismo de carro se devem evitar as cidades, poderíamos a Pointe de Corsen, o cabo mais ocidental de França e o ponto onde termina o Canal da Mancha.

Na prática as coisas não correram tão bem. Brest sabíamos que era grande, mas acontece que todas as outras também. Perdemos tempo em St. Brieuc na Armórica, ficámos com medo de demorar e já não fomos à Pointe de Corsen (tinha dado).

Depois, no Morbihan, descobrimos que a rede departamental de carregamento de VEs não estava integrada com as outras... Eu tinha pensado que toda a região ocidental estava integrada, é claro que não vi departamento a departamento... Resultado: tinha carregado o carro na Armórica, no Morbihan não deu, portanto foi à justa para chegar a Nantes. Eu queria ter ido pela costa, passando em St. Nazaire na foz do Loire, mas a volta era maior e não conseguiria chegar a Nantes...

Em Nantes, confirmei que o tempo de carregar o carro dos 12% aos 94% é o tempo à justa de ir à casa de banho, entrar num self-service, pedir, pagar, esperar o tabuleiro e meter o tabuleiro na mesa. Do self-service envidraçado via o PCR. Quando pousei tudo e o bebé, fui ao carro e já estava nos 93%. Não dá para comer! Neste caso foi mudar o carro de sítio...

Fiquei a pensar que deviam haver menus especiais para VE, distribuídos por várias áreas de serviço: na primeira íamos à casa de banho e fazíamos o pedido; na segunda comíamos o hambúrguer, na outra as batatas, e na outra o café.
Ioniq EV Imagem — Prius+ Imagem

Avatar do Utilizador
migle
Mensagens: 1007
Registado: 01 set 2017, 00:21
Data de fabrico: 25 set 2017
Capacidade bateria: 78Ah

Re: DB do António Eléctrico, Ioniq

Mensagem por migle » 24 jun 2018, 03:44

Quem vir o electromaps em Salamanca e cruzar o mapa com a procura de hotéis em Salamanca, percebe logo que dentro dos hotéis onde é possível carregar o carro, o mais barato é o Resotel de Salamanca, em Villares de la Reina.

Não é brincadeira. Grande parte dos outros são hotéis de 100 e tal, 200 e tal euros por noite. Além da cidade que é, ainda é junto da Ribera del Duero, sítio de vinho, etc. O segundo mais barato, deve ser o Parador de Salamanca, onde almoçámos à ida (diga-se de passagem, que para o luxo que tem, numa propriedade antiga com uma vista bestial, é barato: almoçámos por 54€ com sobremesa), mas é barato de 90€/noite e só para dormir, não vinha a calhar.

Imagem

O Resotel é muito extravagante. Vimos no electromaps que devia ser ao lado da bomba de gasolina, uma vez que eram os funcionários da bomba que nos permitiam por o carro a carregar. Não: é mesmo na bomba de gasolina, é o mesmo edifício. Logo isso é muito estranho e afugentará muita gente. De resto: a decoração é magnífica e completamente maluca: entre automobilismo (Steve McQueen, Sena, uma citação do Mario Andretti em neon) e referências psicadélicas (cogumelos, luzes... nem sei já dizer). Quartos enormes, muito confortável, uns chocolatitos de oferta... cápsulas nespresso.... toalha especial para a criança... não podíamos ter sido mais bem tratados.

Imagem

Nós avisámos que vínhamos de perto de La Rochelle. A moça ao telefone disse que ou eram os funcionários da bomba, ou o gerente que punha a wallbox a funcionar. Foi o gerente que ficou à nossa espera, e fez todas as perguntas possíveis acerca do carro e do carregamento. Eu estava com 50%, mesmo a 16A só precisava de 4h. Houve toda a preocupação com o facto do carro carregar efectivamente. De manhã voltaram a perguntar, eu respondi "a 100%!".

Pediram imensa desculpa da wallbox ser de 16A, nas palavras deles "ser das primeiras", suponho que já deve ter havido Teslas que não ficaram acordaram com a bateria satisfeita a 100%. Eu podia ter explicado melhor. Quis saber quantos carregamentos tinha feito desde Niort, quanto tempo em cada carregamento, quanto custava um carregamento... eu expliquei que agora com o PCR em Burgos se tinha aberto um corredor para nós e só faltava mesmo o PCR em Salamanca.

Enfim, um sítio realmente para receber pessoal com carros eléctricos.

Imagem
Ioniq EV Imagem — Prius+ Imagem

Avatar do Utilizador
migle
Mensagens: 1007
Registado: 01 set 2017, 00:21
Data de fabrico: 25 set 2017
Capacidade bateria: 78Ah

Re: DB do António Eléctrico, Ioniq

Mensagem por migle » 24 jun 2018, 11:05

Encontrei a factura. Como podem ver, eles realmente têm intenção de ter clientes que queiram carregar o carro. Não se fica com a sensação de que foi algum favor, que ficaram chateados ou coisa assim.

Imagem

Por coincidẽncia, a imagem que usam na factura é da Hyundai.
Ioniq EV Imagem — Prius+ Imagem

Fil
Proprietário Leaf
Mensagens: 3819
Registado: 20 mai 2013, 19:19
Data de fabrico: 01 jan 2012
Capacidade bateria: 50.0 Ah

Re: DB do António Eléctrico, Ioniq

Mensagem por Fil » 24 jun 2018, 15:42

Muito bom migle! Mais um excelente relato. Adoro ler este db, cada vez mais :clap:

Avatar do Utilizador
Flyer
Proprietário Zoe
Mensagens: 939
Registado: 11 abr 2011, 10:36

Re: DB do António Eléctrico, Ioniq

Mensagem por Flyer » 24 jun 2018, 17:53

Parabéns pelo passeio e relato. avivou-me recordações...
deu para passar pelo Monte St. Michel?
Ex Fluence, now a Zoe and model X - Flyer X

Avatar do Utilizador
migle
Mensagens: 1007
Registado: 01 set 2017, 00:21
Data de fabrico: 25 set 2017
Capacidade bateria: 78Ah

Re: DB do António Eléctrico, Ioniq

Mensagem por migle » 24 jun 2018, 17:57

Ficou na página 17.
Ioniq EV Imagem — Prius+ Imagem

Responder

Voltar para “Hyundai”