miio electric

Discuta qualquer outra coisa que não se encaixa em nenhum dos outros fóruns.
kony76
Mensagens: 546
Registado: 25 mai 2018, 20:06
Data de fabrico: 12 nov 2001
Capacidade bateria: 65,5 Ah

Re: miio electric

Mensagem por kony76 » 28 out 2019, 15:11

De facto, há muitas potencialidades para melhorar ainda mais a aplicação, como a opção de pagamentos, se for possível.

Também não sou de acordo com as reservas. Chegar a um posto vazio e não poder carregar porque alguém que vai chegar não se sabe quando reservou, não me parece bem. Mesmo que esse alguém esteja a pagar.
Restaurantes há um em cada esquina. PCR é um bem raro, pelo menos por enquanto.

Avatar do Utilizador
rimsilva
Proprietário i3
Mensagens: 1421
Registado: 31 mar 2016, 14:40
Data de fabrico: 15 mar 2016
Capacidade bateria: 60 Ah
Localização: Vila Nova de Gaia

Re: miio electric

Mensagem por rimsilva » 28 out 2019, 15:42

rafaelferreirapt Escreveu:
28 out 2019, 13:13

rimsilva Escreveu:
28 out 2019, 12:10
- A utilização da miio para o pagamento de carregamentos seria também excelente, sobretudo ao permitir a activação da carga, dispensando dessa forma o cartão.
Em relação a esta parte, que tipo de preçário gostariam de ter? Tudo incluído? Mensalidade ao estilo da Fastned? Um preço único total ao estilo da Ionity?
O que me serve a mim pode não servir a outros, já carreguei diariamente em PCR por necessidade, mas agora raramente carrego fora de casa...

Por isso, quanto mais opções melhor, la fora é possivel encontrar no mesmo "operador" diferentes cenários que cada um escolhe de acordo com o que pretende: carregamentos pontuais, valores fixos tipo carregamento de telemóvel (10€, 20€, etc..) e valores mensais.

Avatar do Utilizador
mjr
Administrador do site
Mensagens: 8808
Registado: 04 jan 2011, 15:55
Data de fabrico: 30 mai 2018
Capacidade bateria: 114.8 Ah 12 barras
Localização: Porto

Re: miio electric

Mensagem por mjr » 28 out 2019, 19:37

Erbium Escreveu:
28 out 2019, 14:43
mjr Escreveu:
28 out 2019, 13:59
Se te estás a referir aos PCN que (ainda) pertencem à Mobi.e, sim naturalmente que isso nunca poderia ser feito, até porque são gratuitos.
Naturalmente que me estava a referir a postos que pertencem a OPC, assumi que era implícito isso.
Disseste mobi.e, esses que "pertencem a OPC" estão na mobi.e?
Sim, são postos privados que estão na rede Mobi.e.
Nissan Leaf 40 Tekna preto, entregue em 30 de maio de 2018. 25000km em 2019-07-27.
Nissan LEAF mk1 Preto, entregue em 7 de julho de 2011. 162000 km em 2019-07-27.
Tesla Model 3 LR preto entregue em 2019-03-06. 22222km em 2019-10-30.
Sócio da associação de Utilizadores de Veículos Elétricos, UVE: http://www.uve.pt

cfvp
Mensagens: 331
Registado: 11 nov 2017, 23:14

Re: [Android] MobieChecker

Mensagem por cfvp » 29 out 2019, 01:14

migle Escreveu:
26 out 2019, 22:48
No way, cfvp! Tanto trabalho? Sempre que se põe o carro a carregar? E depois no dia em que alguém efectivamente te quer contactar esqueceste-te de fazer check-in... Para quê?
O ChargeBump usa a matrícula porque está ali, à frente de toda a gente. Não estamos a revelar mais dados pessoais às pessoas na rua do que já revelaríamos... A associação de UVE da Escócia usa um número, mas a pessoa não se pode esquecer de meter o cartão visível.

Eu cá ficava mais tranquilo se estivesse contactável sempre que estou a carregar e mesmo que não seja num posto público. Na garagem do meu trabalho temos uma tomada e são duas empresas irmãs. Já tive de correr o edifício à procura do dono de um dos VEs. Acabámos por trocar emails entre os poucos UVEs mas não é automático para os que vão entrando de novo.
Eu não conheço o funcionamento do ChargeBump, mas agora já percebo melhor a ideia. Porém não é preciso exagerar lol. Não seria assim tanto trabalho fazer o check-in, mas a ideia da matrícula, agora parece-me ser uma melhor ideia. No entanto, se fico contactável a toda a hora, isso não pode dar aso a abusos?
Além disso, não era apenas uma questão de privacidade, se bem que se isso não é um problema porque é que as pessoas tapam as matrículas nas fotos? Está à vista de todos também... De qualquer forma, eu não tinha pensado bem, eu pensei que de cada vez que ia carregar tinha que inserir a matrícula para ficar contactável, mas não faz sentido ser assim. Faz sentido como o rafaelferreirapt estava a dizer, com poder dar informação do carro uma vez e isso depois ficar gravado, podendo assim ser automaticamente contactado. No entanto eu sugeria adicionar uma opção de fácil acesso para colocar-me contactável ou não. Podia ser de uma forma semelhante à opção para activar ou desactivar as notificações dos postos favoritos.

Erbium
Proprietário Leaf
Mensagens: 1173
Registado: 06 ago 2016, 17:16
Data de fabrico: 18 nov 2014
Capacidade bateria: 55Ah - 11 barras
Localização: Margem sul

Re: miio electric

Mensagem por Erbium » 29 out 2019, 09:44

mjr Escreveu:
28 out 2019, 19:37
Erbium Escreveu:
28 out 2019, 14:43
mjr Escreveu:
28 out 2019, 13:59
Se te estás a referir aos PCN que (ainda) pertencem à Mobi.e, sim naturalmente que isso nunca poderia ser feito, até porque são gratuitos.
Naturalmente que me estava a referir a postos que pertencem a OPC, assumi que era implícito isso.
Disseste mobi.e, esses que "pertencem a OPC" estão na mobi.e?
Sim, são postos privados que estão na rede Mobi.e.
Se são privados qual a vantagem de estar na mobi.e?
Imagem - Nissan Leaf MK2 24kWh

Avatar do Utilizador
mjr
Administrador do site
Mensagens: 8808
Registado: 04 jan 2011, 15:55
Data de fabrico: 30 mai 2018
Capacidade bateria: 114.8 Ah 12 barras
Localização: Porto

Re: miio electric

Mensagem por mjr » 29 out 2019, 10:05

A maior parte dos postos privados estão na Mobi.e por várias razões, a principal é porque em espaços de acesso público (via pública, estacionamentos públicos, shoppings, estações de serviço, etc) é obrigatória a sua presença. Há também casos de locais de acesso privado, como resorts por exemplo, onde os postos estão integrados na rede Mobi.e, para que o consumo de eletricidade seja debitado na conta do utilizador.
Nissan Leaf 40 Tekna preto, entregue em 30 de maio de 2018. 25000km em 2019-07-27.
Nissan LEAF mk1 Preto, entregue em 7 de julho de 2011. 162000 km em 2019-07-27.
Tesla Model 3 LR preto entregue em 2019-03-06. 22222km em 2019-10-30.
Sócio da associação de Utilizadores de Veículos Elétricos, UVE: http://www.uve.pt

Avatar do Utilizador
migle
Mensagens: 2519
Registado: 01 set 2017, 00:21
Data de fabrico: 25 set 2017
Capacidade bateria: 78Ah
Localização: Alcochete

Re: miio electric

Mensagem por migle » 29 out 2019, 20:17

Aliás, seria preferível dizer simplesmente a rede pública de carregamento. Que é pública não porque os postos sejam do Estado mas porque é de acesso público, universal.
E esta rede é gerida por uma empresa privada chamada Mobi.e.

Na lei é chamada a rede da mobilidade eléctrica. Para mim, a rede pública de carregamento é mais claro.

É óbvio o interesse de operadores privados em se integrar numa rede pública.
Ioniq EV Imagem — Prius+ Imagem

hmendes
Mensagens: 622
Registado: 19 mar 2017, 21:03
Data de fabrico: 01 jun 2017
Capacidade bateria: 80,97 Ah
Localização: Porto

Re: miio electric

Mensagem por hmendes » 30 out 2019, 00:22

mjr Escreveu:
29 out 2019, 10:05
A maior parte dos postos privados estão na Mobi.e por várias razões, a principal é porque em espaços de acesso público (via pública, estacionamentos públicos, shoppings, estações de serviço, etc) é obrigatória a sua presença. Há também casos de locais de acesso privado, como resorts por exemplo, onde os postos estão integrados na rede Mobi.e, para que o consumo de eletricidade seja debitado na conta do utilizador.
Então e os centros comerciais e similares que tem carregadores que não estão ligados à Mobi.E, estão ilegais? Exemplos: Kinda, Mercadona, Parque Nascente, Mira Maia, alguns Intermarche...

bpedrosa
Mensagens: 218
Registado: 25 out 2018, 10:04
Data de fabrico: 22 jan 2019
Capacidade bateria: 120 Ah

Re: miio electric

Mensagem por bpedrosa » 30 out 2019, 09:04

hmendes Escreveu:
30 out 2019, 00:22
Então e os centros comerciais e similares que tem carregadores que não estão ligados à Mobi.E, estão ilegais? Exemplos: Kinda, Mercadona, Parque Nascente, Mira Maia, alguns Intermarche...
Tenho ideia que nesses postos não é cobrada energia, sendo assim parece-me não haver ilegalidade nenhuma. Se não estou enganado acho que é por ai...

Avatar do Utilizador
rimsilva
Proprietário i3
Mensagens: 1421
Registado: 31 mar 2016, 14:40
Data de fabrico: 15 mar 2016
Capacidade bateria: 60 Ah
Localização: Vila Nova de Gaia

Re: miio electric

Mensagem por rimsilva » 30 out 2019, 11:02

hmendes Escreveu:
30 out 2019, 00:22
mjr Escreveu:
29 out 2019, 10:05
A maior parte dos postos privados estão na Mobi.e por várias razões, a principal é porque em espaços de acesso público (via pública, estacionamentos públicos, shoppings, estações de serviço, etc) é obrigatória a sua presença. Há também casos de locais de acesso privado, como resorts por exemplo, onde os postos estão integrados na rede Mobi.e, para que o consumo de eletricidade seja debitado na conta do utilizador.
Então e os centros comerciais e similares que tem carregadores que não estão ligados à Mobi.E, estão ilegais? Exemplos: Kinda, Mercadona, Parque Nascente, Mira Maia, alguns Intermarche...
Obviamente que não, mas há uma característica diferenciadora para isso, não podem cobrar os carregamentos (muito provavelmente, é por isso que a Tesla ainda não cobra os carregamentos em Portugal).

A rede de carregamentos publica ou mobi.e (como queiram chamar), em função da lei que está em vigor, tem a meu ver (pelo menos da forma que eu a interpreto) um propósito, controlar a venda de energia, da mesma forma que existe uma lei a regulamentar a produção de energia para auto-consumo.

Acho que tenho deixado claro que discordo com este tipo de abordagem e que no caso especifico da mobilidade eléctrica, só tem servido para insatisfazer os UVE, os operadores e desta forma abrandar o crescimento da ME.

Todos este "esquemas" tipo power dot, EDP empresas (lembro-me de se ter falado, mas não me recordo de ver resultados), etc... são uma prova de que a lei é "castradora" e por isso arranjam-se subterfúgios para cobrar carregamentos, sem a venda de energia.

Qual é a diferença entre a atividade de um OPC que tenha um posto na rua ou o coloque num armazém? Nenhuma. Porque é que num caso não tem qualquer liberdade em negociar o fornecimento da energia (nem o preço que é aplicado) que alimenta o seu posto de rua e no outro caso já tem total liverdade para escolher o seu fornecedor de energia ou até de colocar painéis solares, produzindo a sua própria energia?

Responder

Voltar para “Off-Topic”